Como virei chupeteira safada

Nessa data eu também era abnóxio e não sabia nada sobre coito, moro no areal de Sc com meus pais e sou filha unica; um certo dia, meus pais precisaram dirigir-se para Lages uma vez que uma tia minha havia se acidentado e aparecia em estado baixo, meus pais pra eu não despossar muita apresentação resolveram me deixar na casa de uma tia que mora aqui na mesma município, me deixaram lá e foram alucinar-se, era por volta das 15h, no momento em que foi 17:30 minha prima Gislaine de 15 anos chegou da apresentação com meu essencial Ricardo que possui 10, eu e minha prima ficamos bastante tempo conversando e contando casos até que ela me perguntou se eu já havia ficado, respondi que tinha dado uns beijinhos em um amor, jantamos e dpois fomos achar-se na praia, chegamos lá e encontramos um amor que ela ficava que tinha 17 anos com o essencial dele de 15, ficamos conversando até que eles começaram a se beijar, decidimos ir pra um lugar mais absconso, eles ficavam se pegando e eu apenas do lado conversando com o Julio, minha prima por isso falou vai desfruta e da uns beijos no gatinho, fiquei sem agradecimento e ele veio e me beijou, não pude resistir e me soltei, ele começou a experimentar mudar a mão em mim, tentei abandonar porém no momento em que olhei para o lado minha prima já aparecia com os peitos pra fora do biquini e o amor beijando os seios dela, resolvi me abjugar e deixar acontecer, ele começou a enfiar a mão por dentro do meu shorts e acariciar meu barulho, nessa momento eu olhei para o lado, minha prima aparecia agachada com o bimba do amor na boca, na momento eu falei dessa maneira, o que você esta fazendo Gi? ela me respondeu uma chupetinha, desfruta e experimenta, fiquei um tanto receosa, porém o amor já aparecia com a bermuda abaixada e com o bimba pra fora apontando pra mim, pegou minha mão e colocou nele nessa momento eu sentia o sangue correndo nas veias daquele negócio, olhei pra minha prima ela tava com uma cara de que aparecia uma delicia, me abaixei e coloquei na boca, achei um tanto nojento no início, porém decidi permanecer chupando, o asco foi sumindo e a percepção daquilo difícil na minha boca foi ficando cada vez melhor; olhei de volta pra minha prima ela aparecia encostada no abrigo com a fora levantada e a calcinha abaixada e o amor adaptado por tras dela, ela aparecia anelante e dizia vai delicia continua, nessa coisa o amor que eu aparecia já me virou de costas pra ele, abaixou meu shorts com a calcinha juntamente e tentou adaptar, nossa a dor foi bastante grande que dei um ai e empurrei ele, o amor não teve modo e me machucou, não quis experimentar mais e ele pediu pra eu permanecer com a boca por isso, me abaixei de volta e voltei a chupar, logo senti o pau dele latejando e os jatos na minha boca, tentei levar mais ele segurou minha cabeça, no momento em que olhei pra minha prima ela tava mamando e pedindo pra ele permitir leitinho pra ela, falei se ela adora tambem vou deixar, puxei pra absorver o leite porém escorreu um tanto pela beirada de minha boca.
Em seguida voltamos pra casa conversando, ela me falou que ficava com aquele amor a um tempo e adorava chupar ele e no momento em que ele gozava na boca dela, disse que achei um tanto nojento e ela disse que eu pegaria estilo. Meus pais voltaram no outro dia e eu não encontrei mais com minha prima por uns dias, um dia tive que realizar um trabalho de academia e a mestra escolheu como minha dupla o aficcionado de uma amante minha, marcamos pra ele ir na minha casa a tarde, no momento em que ele chegou começamos a realizar o trabalho e eu notava que ele não parava de olhar para meu barulho, uma momento ele me disse dessa maneira nossa A… você não parece porém possui uma bundinha atraente, somente barranca, um tempo em seguida a conversa ficou um tanto mais sacana e eu cortava ele dizendo que ele era aficcionado da minha amante e tal… uma momento não sei visto que perguntei pra ele se ela chupava ele, ele ficou um tanto sem modo porém respondeu que efetivamente, porém apenas no momento em que ele pedia e ela não gostava bastante, notei que o pau dele ficou difícil e ele tentou acobertar, ai ele me perguntou e você ja chupou alguem? respondi na cara de pau, já uma vez, porém também não tenho muita execução, nossa parece que foi o gatinho, ele deu um agitação e tirou o pau pra fora ja difícil, disse dessa maneira, nossa como colega não posso deixar de te auxiliar, fiquei olhando na duvida, porém o desejo falou maior, como estavamos apenas nos 2 em casa uma vez que meus pais trabalham o dia todo fora, também sentada no sofá puxei ele de pé mais próximo na minha frente e comecei a mamar naquela delicia, ele era um tanto afoito e enfiava fundo na minha boca que eu chegava a engasgar ocasionalmente, porém eu não queria acabar, ai ele me disse coloca eu te alimentar-se, falei não não quero, apenas quero chupar, continuei chupando cada vez com mais desejo, ai ele pediu me coloca te analisar peladinha por isso, levnatei tirei toda minha roupa e voltei a abancar no sofá pelada, voltei a chupar, não demorou bastante ele soltou os primeiros jatos, como queria adestrar-se a acomodar-se com, não tirei da boca e fiquei chupando até ele acabar de achincalhar, tirei o pau dele da boca e abri a boca e mostrei pra ele a porção de leite, fechei a boca e engoli, precisamente como tinha averiguado minha prima realizar. ele por isso sentou do meu lado duro e abatido, me disse dessa maneira, nossa foi a melhor chupeta que eu já tive, eu barranca satisfeita. No outro dia ele me pediu na academia se podia ir em casa a tarde denovo, disse que se a … não descobrisse poderia ir. Foi mais uma apresentação execução, ai ele passou a ir em casa todos os dias, aprendi a abalroar punheta com ele, abalar siririca enquanto chupava, apenas coloquei a requisito de que ele de modo algum tentasse me alimentar-se, ficamos nessa coisa por uns 32 dias, no momento em que os pais dele resolveram voltar pra município do Paraná que eles eram, fiquei por isso sem colega pra chupar, porém uns 25 dias em seguida encontrei outro colega da dependência pra realizar trabalho acompanhados, este não tinha amada e depois de uma semana rolando, comecei a cismar que os mais garotos da dependência sabiam de nós e ai acabei ficando famosinha, logo chovia amor pedindo pra realizar trabalho comigo, porém estes detalhes bico em um próximo bico… as garotas que quiserem abordar comigo, estou disponivel [email protected], quero explicar as meninas como realizar uma ótima chupeta.

2 thoughts on “Como virei chupeteira safada

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *