Casada rabuda curiosa no anal

Mais um conto depois de muito tempo, eu não ando muito com tempo, mais devido a pedidos, vou publicar umas aventuras minhas… Minha preferência por mulheres são as gordinhas ( eu amo e sou tarado). vamos começar:

Em 2015 eu trabalhava em uma empresa de de distribuição aqui em Teresina, eu era supervisor, e comandava uma turma de funcionários, tinha homens e mulheres, mais nada que chamasse atenção nas mulheres…

Um belo dia umas das funcionarias por motivo de mudança de cidade teve que sair, pediu as contas. No outro dia a minha gerente já pôs outra funcionaria, amiga dela, Simone (ficticio) uma gata! aproximadamente 1.70m uns 60 kg e uma bunda descomunal parecia aleijada, um quadril largo… um tesão de mulher, só que casada.

Continue lendo Casada rabuda curiosa no anal…

Aventuras desonrosas

Eu sou Hélio, tenho 33 anos, solteiro e bem gostoso, trabalho como funcionário público e sou um bon-vivant incorrigível, sou hétero e só tive aqueles famigerados troca-troca na adolescência com um primo mas depois me senti abusado por ele, embora não tenha rolado penetração, só felação e esfregação mesmo, mesmo assim mesmo tendo passado muito tempo não digeri bem aquilo.
De lá pra cá meu primo se casou e teve filhos, inclusive sua esposa era muito bonita, no entanto meu primo nunca gostou de estudar e só arrumou trabalhos com peão, acho que aí começaram os problemas, depois a esposa começou a traí-lo, mas a gota d’água foi quando ela pegou ele na cama com outro rapaz, eles se separaram e foi a partir daí que começa o conto.

Continue lendo Aventuras desonrosas…

Um cara bi

Era agosto de 2017 e eu tinha baixado o tinder pra superar um ex ficante que apareceu de surpresa na minha festa de aniversário pra complicar um pouco mais a minha vida, o que eu buscava era muito claro: sexo e putaria. Mas nessa ideia acabei tropeçando em um cara absurdamente gostoso,simpático e inteligente… o sonho de qualquer mulher, e aí não foi amor de buceta à primeira vista, foi o encanto mesmo, aquele que te desmonta só de pensar na pessoa mesmo ela não estando nua. Seguimos nos encontrando e engatamos um relacionamento aberto, de sexo violento à ménage, mas ainda não estava satisfeita, precisava de algo a mais, precisava explorar mais o corpo dele, mas nunca deixou que eu chegasse lá, o que foi tornando a relação fria e praticamente sem tesão.

Continue lendo Um cara bi…

O dia em que minha ex me deixou todo gozado

Eu a perseguia com os olhos, o faro e uma obsessão que gostava de acreditar que era amor, sua exposição nas redes soias me ajudava na minha posição de stalker.

Suas fotos na minha parede, no meu computador denotava toda aquela loucura, Duda era seu nome, havia sido minha namorada no passado, mas nada além de caricias safadas aconteceu entre nós dois.

Lembro como se fosse hoje aquele sábado à noite em que uma marcação denunciou especificamente onde ela estava, num barzinho bem movimentado no Recife Antigo, não tive dúvidas fui seca-la de perto.

Continue lendo O dia em que minha ex me deixou todo gozado…

Minha tia é uma vagabunda safada

Sou o Gustavo, mais conhecido como Guga e tenho uma tia vagabunda bem gostosa chamada Cláudia, ela tem 45 anos, sempre foi a mais doidinha e safada da família. Lembro de já ter ouvido histórias que minha mãe contou de como minha tia traia o meu tio com outros caras, até alguns do prédio onde ela mora. Eu que sempre tive tesão nela, com 18 anos no auge dos hormônios e das punhetas, eu batia uma todo dia pensando nela, mas nunca tive coragem de arriscar alguma coisa, mas pegava minha tia me olhando, só não sabia se era com segundas intenções. Com 20 anos isso mudou, comecei a malhar, fiquei sarado, minha autoestima mudou e fiquei mais confiante com a mulherada.

Continue lendo Minha tia é uma vagabunda safada…

Separada, meu irmão cuidou de mim…

Após a separação confesso que fiquei um pouco abalada, mesmo eu sabendo que isso um dia iria acontecer, o fato mexeu comigo de uma forma muito ruim. Foram alguns anos de casada e a essa altura eu já estava acostumada com meu corninho em casa.

Bastou minha voz triste ao telefone e meus desabafos para meu irmão (que tinha fama de comedor e era dotado com 22cm grossos que faziam qualquer uma ver estrelinhas) perceber que eu não estava nada bem. A gente já havia transado várias vezes, inclusive quando eu era casada, ele então propôs que a gente curtisse um final de semana juntos, como uma família !

  Continue lendo Separada, meu irmão cuidou de mim……

Ainda Virgem, Só Que Não

Estava prestes a perder a minha virgindade naquela tarde de domingo de sol e calor intenso. Nua da cintura para baixo e debruçada sobre um freezer horizontal no interior de um mercadinho de periferia. O proprietário era o marido de uma amiga de infância da minha mãe. Não era a primeira vez que a gente dava uns pegas, só que seus carinhos nunca foram além dos amassos e sugadas em meus seios, e não foi por falta de oportunidade, foi por causa do meu medo de engravidar que era maior que o meu medo de tornar-me mulher ou de sermos flagrados. Mas daquela vez aceitei correr alguns riscos, em razão dele ter me mostrado o preservativo após nosso abraço seguido de um beijo rápido que demos em um canto discreto da casa enquanto todos curtiam o churrasco na laje daquele sobrado.

Continue lendo Ainda Virgem, Só Que Não…